Sabemos que fatores como o fumo, hipertensão, colesterol aumentado, triglicérides e a obesidade, influenciam fortemente para um aumento da possibilidade de desenvolver um AVC – Acidente vascular Cerebral, o derrame – acontece quando há um entupimento ou o rompimento dos vasos que levam sangue ao cérebro. Come se estes já não fossem suficientes, outro risco tem sido estudado, e parece realmente ser fator importante à ser observado: roncar demais.

Pesquisadores Australianos constataram, em uma analise feita durante o sono de pessoas que roncam muito, uma diminuição do calibre das artérias, usando um aparelho de ultra-som mediram as placas formadas no interior das mesmas e concluíram que estes fortes roncadores aumentam em 10 vezes o risco de derrame devido a esta diminuição do calibre dos vasos sanguíneos e conseqüente formação de placas.

Os problemas que causam o ronco, discutimos aqui no blog e propomos procurar seu médico para avaliar se não poderia ser apnéia do sono.

Outras pesquisas serão feitas usando um número maior de pacientes, mas as evidências encontradas neste primeiro estudo indicam fortemente que o ronco exagerado pode representar risco para a saúde, sem contar que grande parte das pessoas que roncam, possuem outros fatores causadores de derrame, entre eles uso do tabaco, a Renata oferece auxilio para deixar de fumar, e o triglicérides aumentado, entre outros, duplicando e até mesmo triplicando o risco de sofrer um AVC.

Deixe seu médico saber sobre estes e outros problemas que afetam sua saúde, ele pode ter a solução para prolongar sua vida propondo medidas para minimizar os problemas ou eliminar riscos, claro, sua colaboração será fundamental.