Oxalato de cálcio e muco no resultado do exame de urina

O exame de urina é uma amostra de fácil obtenção, e oferece informações importantes sobre muitas funções metabólicas do organismo, no resultado do exame laboratorial de urina encontramos bactérias, leveduras, trichomonas, hemácias, leucócitos, proteínas, glicose, muco e também cristais como o de oxalato de cálcio. Muitas pessoas pegam o resultado do exame de urina, abrem e ao lerem – Presença de cristais de oxalato de cálcio +++, ou muco ++, ficam preocupadas, mas é frequentemente encontrar estes elementos neste material. Veja também exame de urina, rica fonte de informação para entender melhor.

É comum encontrarmos cristais na urina, a maioria não representa significado clínico, como é o caso do oxalato de cálcio, mas ao realizarmos o exame no laboratório sempre identificamos este elemento e colocamos o tipo de cristal encontrado no resultado para que o médico possa analisar e ver se realmente naquele caso ele não representa uma informação importante, visto que em algumas situações pode ser um achado relevante.

O muco é um material proteico produzido por glândulas e células epiteliais, um dos principais elementos do muco é a proteína de Tamm-Horsfall, apesar de vários livros citarem este elemento como clinicamente sem significado, outros afirmam que ele é indicativo de Infecção urinária (ITU), doenças sexualmente transmissíveis DST, Síndrome do Cólon Irritável, câncer e pedra nos rins.

A maior parte das vezes que encontramos cristais na urina, inclusive o de oxalato de cálcio (OC) é resultado de procedimentos inadequados com a urina, e não devido a problemas no próprio sistema urinário. Urinas que são deixadas muito tempo na temperatura ambiente ou refrigeradas e depois levadas ao laboratório, quando o bioquímico analisa a amostra no microscópio, geralmente vai ver estes cristais, e relata no resultado do exame.

Cristais de oxalato de cálcio são frequentes em urinas ácidas, mas algumas vezes pode ser encontrado também nas urinas neutras, raramente nas alcalinas.

Ao analisar a urina no microscópio observamos estruturas em forma de envelope ou tipo Halteres ovoides, são os cristais de oxalato de cálcio. Este tipo de cristal ocorre em pessoas que comeram alimentos ricos em ácido oxálico, tomate, aspargos, ele está presente também em casos de intoxicações por produtos químicos como etilenoglicol, além de pessoas que fazem uso de grandes quantidades de ácido ascórbico.

Cristal de Oxalato de cálcio é a substância em maior quantidade nos cálculos renais (pedra nos rins), absorvidos pelo intestino o cálcio vai estar em quantidade elevada na urina de indivíduos que são “formadores de pedra”, podem ou não ir para formar pedras nos rins, dependendo de como a pessoa está bem hidratado.

Alguns estudos indicam que uma dieta pobre de alimentos que contenham cálcio evita formação de cálculos renais, mas trabalhos recentes apontam que dieta normal de cálcio com redução apenas do sal e proteína animal o benefício é maior do que a dieta pobre em cálcio.

Muco ou oxalato de cálcio são substâncias encontradas na urina que apesar de não serem decisivamente importantes isoladamente na elucidação de um caso, representam informação relevante que em conjunto com outros resultados e clínica, colaboram para o esclarecimento de muitas patologias.

Leve sempre seu exame para seu médico, ele saberá interpretar o resultado, pois ele não verifica apenas um dado do teste ou apenas um exame, e sim um conjunto de informações, para decidir se é necessário medicação e quais os outros cuidados devem ser tomados. Até mais.

Autor Silvano Vilela

Escreve sobre exames laboratoriais, testes de farmácia e tecnologia em saúde. Compartilha neste site que fundou em 2006 experiência de um laboratório dentro de hospital.