Comentei várias vezes neste blog sobre a dificuldade que muitas mulheres apresentam para alcançar a gravidez, propus dicas simples que podem ajudar engravidar, sabemos que o problema é muito mais comum do que muitos imaginam, fruto, muitas vezes da ingestão frequente de enorme quantidade de componentes químicos presentes em numerosos produtos industrializados, além de outros causas, veja quais são as principais e se for possível evitar ou corrigir poderá ajudar a resolver o problema.

Comentei também sobre os testes de ovulação que ajudam a identificar os melhores dias para relações buscando engravidar. Desta vez apontamos alguns problemas que já foram identificados como causadores de infertilidade masculina e feminina.

  1. Idade – A idade é o fator mais importante que afeta principalmente a fertilidade da mulher. A terapeuta de casal e de família e mestre em psicologia, Deonira Viganó comenta sobre este problema em esperei demais para engravidar. Agora é tarde, diz que – “a ciência conseguiu dilatar o prazo para uma mulher ter filhos e esse avanço possibilitou que muitas delas priorizassem a carreira, adiando a maternidade”.
  2. Doenças sexualmente transmissíveis – Sexo desprotegido pode também ser a fonte de infertilidade, pois as doenças assintomáticas sexualmente transmissíveis, como a clamídia, podem ser causadores de sérios danos à trompa de falópio, o que resulta em infertilidade. No entanto, uma razão mais comum para as anomalias são as consequências de infecções na cavidade pélvica, o que muitas vezes não são diagnosticados e não apresentam sintomas típicos, mas não deixam de causar alterações importantes das trompas.
  3. O fumo – Todas as advertências contidas nos maços de cigarros não estão lá apenas por causa de legislação. Fumar tem um efeito indireto sobre várias funções psicológicas que são necessárias para a reprodução normal. Tabagismo ou o consumo de substâncias que contêm tabaco reduz a produção de espermatozoides nos homens e afeta a qualidade dos ovos em mulheres, causando infertilidade no decurso do tempo.
  4. Substâncias Perigosas – Altas concentrações de produtos químicos industriais, pesticidas e outras toxinas são especialmente perigosas e podem evidentemente causar infertilidade.
  5. Uso de drogas ilícitas – Algumas drogas ilegais afetam a liberação de gonadotrofina da hipófise, que causa redução da fertilidade. Os medicamentos podem não apenas diminuir a libido, como também causar problemas de ereção, afetar o ciclo menstrual, tornando-o irregular, e reduzindo a quantidade e a qualidade do esperma.
  6. Stresse – Hoje, as mulheres em seu período fértil possuem 65% mais probabilidade de se tornarem clinicamente deprimidos que as mulheres no passado. Estresse é realmente um dos fatores que age contra a fertilidade, provocando desgaste, ansiedade e problemas de relacionamento entre o casal. Na mulher, o estresse altera a produção de vários hormônios e no homem reduz a produção de espermatozoides e causa disfunção erétil.
  7. Comer e exercícios em demasia – Atividades físicas exageradas onde os atletas tentam reduzir sua gordura corporal para o mínimo, também pode provocar desequilíbrio hormonal e hábitos alimentares, tais como uma dieta vegetariana estrita, é capaz de reduzir a capacidade fertilizante.

Geralmente a mulher fica ansiosa para ocorrer a gravidez, um atraso mínimo na menstruação ela faz o teste de gravidez rapidamente, qualquer sintoma que se pareça com aqueles sintomas observados durante uma gravidez é motivo para aumentar a ansiedade, isso também dificulta ocorrer a gravidez, o ideal é evitar ficar extremamente preocupara, fazer atividades que distraiam, tive vários comentários relacionados a este fato, mulheres que esqueceram o problema por algum tempo e logo engravidaram.

Na mulher, uma hiperprolactinemia, o hormônio prolactina aumentado, leva a uma baixa secreção de progesterona, inibindo o ciclo menstrual.

Se a gravidez demorar muito acontecer, o casal deve procurar o médico para realizar exames laboratoriais e exames clínicos, no homem e na mulher, para identificar a causa do problema.