Filariose ou elefantíase, exame sorologia não necessita colher sangue a noite, resultados normais e alterados

O método para diagnosticar a doença filariose ou elefantíase é o parasitológico sanguíneo, porém este método apresenta uma grande desvantagem, precisa realizar a coleta em período noturno. Entretanto com os testes sorológicos não tem essa limitação de horário de coleta. Veja quais são os resultados com índices normais e alterados.

Filariose é doença parasitária de característica crônica, causada por um verme nematoide Wuchereria bancrofti, também chamada de bancroftose. A W. bancrofti apresenta periodicidade noturna, por isso o método sorológico tem a vantagem de fazer a coleta a qualquer hora, também proporciona o diagnóstico mesmo se a microfilaremia não estiver presente.

Características do parasito da filariose

Uma das principais características do parasito é a periodicidade noturna das microfilarias no sangue periférico do hospedeiro. Já no decorrer do dia essas formas ficam nos capilares profundos, especialmente nos pulmões.

Quando chega a noite as microfilárias ficam percorrendo o sangue periférico, surgem principalmente por volta da meia-noite.

Exatamente no momento que as microfilárias estão no sangue periférico que o inseto transmissor Culex quinquefasciatus gosta de fazer o repasto.

Uma das características da doença é a perna do paciente que lembra a de um elefante, assim a patologia é também conhecida como elefantíase.

Como coletar o material para exame sorológico para filariose

O material usado para realizar o teste sorológico para filariose é o sangue. Não é necessário ficar em jejum para coleta do material.

No exame de sorologia não necessita fazer a coleta de sangue no período noturno, como ocorre no exame direto.

O sangue será coletado da veia do braço. A equipe de coleta do laboratório coloca um torniquete para facilitar a retirada do sangue usando um fina agulha.

O material retirado será depositado em tubos de ensaio e encaminhado para o setor de análises imunológicas.

Equipamentos automatizados são usados para identificar os anticorpos presentes no sangue do paciente.

Alguns laboratórios realizam o teste, outros encaminham a amostra para laboratórios de apoio. Aqueles que realizam o teste geralmente liberam o resultado depois de 2 a 3 dias.

O resultado normalmente demora para ser liberado, no caso de laboratórios que encaminham suas amostras para instituições de apoio.

Resultados – Valores normais e alterados

O método usado para a análise é o enzimaimunoensaio e imunocromatografia.

No enzimaimunoensaio o teste é negativo quando o índice for inferior a 1,0.

Quando for por imunocromatografia geralmente os valores normais são liberados como: Não Reagente, ou reagente quando for positivo, indicando a presença de antígeno Wuchereria bancrofti.

Os laboratórios recomendam que quando o resultado for positivo seja realizado o teste de exame direto.

Este texto foi útil? ⭐⭐⭐⭐⭐
Avaliação média: 4.5
Total de Votos: 6

Filariose ou elefantíase, exame sorologia não necessita colher sangue a noite, resultados normais e alterados
Compartilhe este texto
avatar