Anticorpos anti transglutaminase tecidual humana IgA e IgG, ou tTG, exames úteis no diagnóstico e posterior monitorização do tratamento da Doença Celíaca e da Dermatite Herpetiforme. A Doença Celíaca, ou Enteropatia Glúten-sensível é uma patologia crônica que está associada a uma hipersensibilidade ao glúten da dieta (trigo, centeio e cevada). Veja como é a coleta do sangue e quando o resultado do exame se apresenta alterado no diagnóstico de doença celíaca.

Doença celíaca (DC) é uma doença caracterizada por intolerância à ingestão de glúten, presente em cereais como centeio, cevada, trigo e malte, em pessoas com predisposição genética. As manifestações clínicas da patologia variam desde pacientes assintomáticos até formas graves. O diagnóstico acurado da doença celíaca é muito importante, mas não é simples de ser realizado. Um exame que ajuda neste diagnóstico é a anti transglutaminase tecidual, mas o padrão ouro para diagnóstico é a biópsia intestinal.

Como coletar o sangue para realizar o exame anti transglutaminase

Este teste pode ser realizado em um laboratório de análises clínicas de sua confiança. Antes da coleta do sangue é indicado fazer um jejum de 4 horas.

O sangue será coletado da veia do braço, depois será colocado em tubos para ser encaminhado ao setor de análise.

Diagnóstico laboratorial

Para que ocorra um diagnóstico definitivo de doença celíaca é necessário uma biópsia jejunal que demonstre atrofia vilosa.

Por ser invasiva e o custo da biópsia, testes laboratoriais podem ser usados ​​para identificar indivíduos com forte probabilidade de ter doença celíaca.

Testes sorológicos são úteis para diagnosticar doentes com enteropatia sensível ao glúten, assim como para controlar a conformidade dietética.

exame anti transglutaminase na doença celíaca

Testes sorológicos sugeridos para diagnosticar

Sorologicamente, a doença celíaca está associada a uma variedade de autoanticorpos, incluindo, transglutaminase de tecido, endomisio e anticorpos de gliadina.

Embora o isotipo IgA destes anticorpos geralmente predomine na doença celíaca, os indivíduos também podem produzir isotipos de IgG.

Produz IgG particularmente se o indivíduo é deficiente em IgA.

Os testes sorológicos mais sensíveis e específicos são anticorpos de gliadina tTG.

Se a sorologia for positiva, faz-se necessária biópsia duodenal para confirmação diagnóstica.

O resultado reagente no teste anti tTG sugere o diagnóstico da Doença Celíaca associada ou não à Dermatite herpetiforme.

Porém, resultados falsos negativos podem ocorrer na deficiência de IgA, em menores de 5 anos de idade, ou pacientes com baixa ingesta de glúten da dieta.

O exame pode ser útil na monitorização da adesão à dieta.

Valores normais e alterados

Anti transglutaminase tecidual humana IgG e IgA quando o teste é realizado por enzimaimunoensaio o resultado pode variar entre negativo, fracamente positivo e positivo.

Negativo quando for inferior a 20,0 U.
E fracamente positivo quando for de 20,0 a 30,0 U.
E um resultado positivo quando o resultado for superior a 30,0 U.

O tratamento para a doença celíaca está na manutenção de uma dieta sem glúten. Na maioria dos pacientes que aderem a esta dieta, os níveis de autoanticorpos associados diminuem e a atrofia vilosa melhora.

Isso geralmente é acompanhado por uma melhora nos sintomas clínicos.

Quando pacientes iniciam rigorosa dieta sem glúten, anti-tTG IgA deve começar a diminuir dentro de 6 a 12 meses após o início da terapia dietética.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here