A imunização Ativa realizada através das vacinas, acompanhadas pelo calendário de vacinas para crianças, são anotadas no cartão de vacinação. As vacinas podem ser preparadas de vírus ou bactérias inativadas (sem poder de causar doença) usando organismos inteiros ou seus produtos.

Quando a criança recebe a vacina seu organismo começa a desenvolver células B ou T de memória, e produzindo imunoglobulinas G ou A (IgG ou IgA) que poderá mais tarde responder rapidamente contra microorganismos que vierem a entrar em contato com a criança, fazendo a defesa contra bactérias ou vírus.

meu_sobrin.gifOs postos de saúde estão aptos a fornecerem as vacinas necessárias para as crianças, os pais devem estar sempre atentos para que não perca as datas de cada vacina, acompanhadas pelo cartão de vacinação da criança.

Ao nascer – * BCG – ID – em dose única – evita formas graves de tuberculose.
* Vacina contra hepatite B
(1) – 1ª dose – evita hepatite B.

1 Mês* Vacina contra hepatite B – 2ª dose – evita hepatite B.

2 MesesVacina tetravalente (DTH + Hib) (2) – 1ª dose – evita difteria tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas pelo Haemophilus influenzae tipo b.
* VOP (vacina oral contra pólio) – 1ª dose – evita Poliomielite (paralisia infantil).
* VORH (vacina oral de rotavírus humano) (3) – 1ª dose – Evita diarréia por Rotavírus.

4 Meses* Vacina tetravalente (DTP + Hib) – 2ª dose – evita difteria tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas pelo Haemophilus influenzae tipo b.
* VOP (vacina oral contra pólio) – 2ª dose – evita Poliomielite (paralisia infantil).
* VORH (vacina oral de rotavírus humano) (4) – 2ª dose – Evita diarréia por Rotavírus.

6 Meses * Vacina tetravalente (DTP + Hib) – 3ª dose – evita difteria tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas pelo Haemophilus influenzae tipo b.
* VOP (vacina oral contra pólio) – 3ª dose – evita Poliomielite (paralisia infantil).
* Vacina contra hepatite B, 3ª dose – evita hepatite B.

9 Meses* Vacina contra febre amarela (5) – dose inicial – Evita Febre amarela.

12 Meses – * SRC (tríplice viral) – Dose única – Sarampo, rubéola e caxumba.

15 Meses* VOP (vacina oral contra pólio) – Reforço – evita Poliomielite (paralisia infantil).
* DTP (tríplice bacteriana) – 1º reforço – evita difteria, tétano e coqueluche.

4 – 6 Anos* DTP (tríplice bacteriana) – 2º reforço – evita difteria, tétano e coqueluche.
* SRC (tríplice viral) – reforço – Sarampo, rubéola e caxumba.

10 Anos* Vacina contra febre amarela – reforço – Evita Febre amarela.

O esquema tem como referência o proposto pelo Ministério da Saúde.

(1) A primeira dose da vacina contra a hepatite B deve ser administrada na maternidade, nas primeiras 12 horas de vida do recém-nascido. O esquema básico se constitui de 03 (três) doses, com intervalos de 30 dias da primeira para a segunda dose e 180 dias da primeira para a terceira dose.

(2) O esquema de vacinação atual é feito aos 2, 4 e 6 meses de idade com a vacina Tetravalente e dois reforços com a Tríplice Bacteriana (DTP). O primeiro reforço aos 15 meses e o segundo entre 4 e 6 anos.

(3) É possível administar a primeira dose da Vacina Oral de Rotavírus Humano a partir de 1 mês e 15 dias a 3 meses e 7 dias de idade (6 a 14 semanas de vida).

(4) É possível administrar a segunda dose da Vacina Oral de Rotavírus Humano a partir de 3 meses e 7 dias a 5 meses e 15 dias de idade (14 a 24 semanas de vida). O intervalo mínimo preconizado entre a primeira e a segunda dose é de 4 semanas.

(5) A vacina contra febre amarela está indicada para crianças a partir dos 09 meses de idade, que residam ou que irão viajar para área endêmica (estados: AP, TO, MA MT, MS, RO, AC, RR, AM, PA, GO e DF), área de transição (alguns municípios dos estados: PI, BA, MG, SP, PR, SC e RS) e área de risco potencial (alguns municípios dos estados BA, ES e MG). Se viajar para áreas de risco, vacinar contra Febre Amarela 10 (dez) dias antes da viagem.

As vacinas protegem contra várias doenças e são fundamentais para o desenvolvimento saudável das crianças.

[Atualização] 01/02/2010 –  O ministério da saúde acaba de anunciar que em 2010 estas vacinas estarão disponíveis nos postos de saúde, Saiba mais no novo texto sobre a Vacina meningocócica e pneumocócica serão incluidas no calendário de imunização do SUS

Novo Calendário:

Novo Calendário Básico de Vacinação depois da inclusão da pneumocócica 10-valente e anti-meningococo C
1. BCG (contra tuberculose)
2. Vacina contra hepatite B
3. DTP (contra difteria, tétano e coqueluche)
4. DTP+Hib (contra difteria, tétano e coqueluche e infecções por Haemophilus influenzae tipo B )
5. DT (dupla adulto – contra difteria e tétano)
6. Vacina Hib (infecções por Haemophilus influenzae tipo B)
7. Vacina contra poliomielite
8. Vacina contra rotavírus
9. Vacina contra febre amarela
10. Tríplice viral (contra caxumba, rubéola e sarampo)
11. Vacina contra Influenza (gripe)
12. Vacina Pneumocócica (contra meningites bacterianas, pneumonias, sinusite, inflamação no ouvido e bacteremia)
13. Vacina anti-meningocócica (contra doença meningocócica)

Esquema para as duas novas vacinas:

Pneumocócica 10-valente
Crianças menores de 1 ano.
Esquema Vacinal: Serão ministradas 3 doses + 1 reforço no primeiro ano de vida da criança. Para o ano da implantação, haverá um esquema especial, no qual crianças de 12 meses a 24 meses de idade não vacinadas anteriormente receberão a imunização.
Meningocócica C
Crianças menores de 1 ano.
Esquema Vacinal: Serão ministradas 2 doses + 1 reforço no primeiro ano de vida da criança. Para o ano da implantação, haverá um esquema especial, no qual crianças de 12 meses a 24 meses de idade não vacinadas anteriormente receberão a imunização.

[/Atualização]

Veja também: Alerta – Vacina tetravalente pode causar febre e outras reações adversas