Outubro da mama – Computador na análise da mamografia

  • Gostou? Click, indique para seus amigos:

Não tenho dúvidas de que todos os esforços para divulgar a importância dos exames de detecção do câncer de mama neste mês de outubro, estão sendo proveitosos e extremamente válidos, um deles divulguei aqui no blog, Câncer de mama – Um toque pela vida, e nos dias 11 e 12 de outubro vários blogs, veja aqui a lista, divulgaram a idéia. Outra iniciativa que já comentei neste blog foi o outubro rosa, femama, detalhes no blog da Sam Shiraishi, muitas pessoas estão colaborando, vou aguardar o final do mês para comentar com mais detalhes sobre todas as ações neste sentido.

Continuando com os posts sobre o Câncer de mama, encontrei uma pesquisa que fala sobre um programa de computador que identifica as mamografias e faz uma análise, não tão perfeito como o olho humano, mas com grande capacidade técnica.

Segundo a equipe de pesquisas comandada por Fiona Gilbert – Universidade de Aberdeen (Escócia), este programa de computador poderia substituir uma segunda opinião profissional, visto que na europa é necessário dois profissionais vejam a mamaografia de cada paciente, aumentando em 14% a probabilidade de detecção.

A equipe de Gilbert avaliou prontuários de mais de 31 mil mulheres britânicas. Em mamografias com duas avaliações, a taxa de detecção de tumores chegava a 88,7%, um pouco superior aos 87,2% quando a segunda leitura era por computador.

Um ponto destacado pelos pesquisadores, redução de gastos, possibilitando atender maior número de mulheres.

Vamos continuar divulgando os aspectos relacionados ao câncer de mama, conte você também aos seus leitores, que o câncer de mama tem cura em 95% dos casos que forem diagnosticados precocemente, por isso, não deixe para amanhã, fazer o auto-exame da mama e uma consulta com seu médico, quanto mais cedo melhor.


Escreve sobre exames laboratoriais, testes de farmácia e tecnologia em saúde. Compartilha neste site que fundou em 2006 experiência de um laboratório dentro de hospital.