Outubro é o mês mundial de conscientização sobre câncer de mama, um dos tipos de câncer que matam mais mulheres no mundo todo, mas muitas já enfrentaram esta doença e venceram, como sempre, elas vencem grandes batalhas ao longo da vida. Um toque pela vida será durante o mês de outubro, é para lembrar todas a mulheres que façam o auto-exame de mama e também façam uma consulta com um ginecologista, um toque que pode salvar, este câncer tem cura.

Homens lembrem suas esposas, namoradas, mãe, amigas, sobre a importância do auto-exame de mama e a consulta com um médico.

Quero propor aos colegas que possuem blogs, fazermos no dia 11 e 12 de outubro uma rede de alerta, um chamamento geral, lembrando as mulheres sobre o câncer de mama. Além disso, peço que divulguem desde já, colocando um banner de qualquer tamanho no seu blog ou fazendo alguns posts durante todo mês.

Solicito também aos colegas de blogs que criaram posts durante o blogDay, que o façam novamente, agora abordando temas relacionados ao câncer de mama ou apenas lembrando suas leitoras sobre ele.

O câncer de mama

Ainda é o segundo tipo de câncer mais freqüente no mundo e permanece sendo o primeiro entre as mulheres. No Brasil, o câncer de mama é a maior causa de óbitos por câncer na população feminina, principalmente na faixa etária entre 40 e 69 anos. Tem cura em 95% dos casos que forem diagnosticados precocemente.

Mas é importante saber que existem vários tipos de câncer e, uma vez detectado, outros exames são essenciais para garantir que o tratamento seja eficaz.

O que mais dificulta o tratamento é o estágio avançado em que a doença é descoberta. A maioria dos casos de câncer de mama, no Brasil, é diagnosticada em estágios avançados (III e IV), diminuindo as chances de sobrevida das pacientes e comprometendo os resultados do tratamento.

Estimativas para o ano 2008 de número de casos novos de câncer, no Brasil, por região:

  • Norte – 1.210
  • Nordeste – 7.630
  • Centro-Oeste – 2.630
  • Sul – 9.500
  • Sudeste – 28.430

Sobre a realização do exame

O consenso para controle do câncer de mama orienta as seguintes ações para casos de mulheres que não tenham sintomas: realização do exame clínico das mamas, todas as faixas etárias, como parte do atendimento integral à mulher. Para mulheres acima de 40 anos de idade, esse exame deve ser realizado anualmente e, para aquelas na faixa etária de 50 a 69 anos recomenda-se a realização de uma mamografia, pelo menos, a cada dois anos. As mulheres submetidas a esses exames devem ter acesso garantido aos demais procedimentos de investigação diagnostica e de tratamento quando necessário.

O auto-exame

Todo mês, sete dias a partir do primeiro dia da menstruação, é o momento de você mesma fazer esse exame. Se estiver na menopausa, marque um dia fixo para todos os meses.

Siga estas orientações:

  • De pé, em frente ao espelho, coloque o braço atrás da cabeça e toque as mamas com a ponta dos dedos, desde o mamilo até a axila.
  • Verifique se há dor ou se existem em seus seios caroços, nódulos, inchaços, mudanças de coloração ou, ainda, líquidos nos mamilos.
  • Depois, deite-se na cama, com o braço atrás da cabeça, e repita o mesmo processo.

Caso você perceba qualquer alteração, mínima que seja, ou tenha alguma dúvida, procure o mastologista ou seu ginecologista, um posto de saúde ou um ambulatório.

O auto-exame das mamas não deve substituir o exame clínico

O exame clínico deve ser realizado por profissional de saúde treinado para essa atividade. Entretanto, o exame das mamas pela própria mulher ajuda no conhecimento do corpo e deve estar contemplado nas ações de educação para a saúde.

Como é realizado o exame clínico da mama?

É a palpação da mama, das regiões axilares e das supraclaviculares, realizado por um profissional de saúde (médico ou enfermeiro) durante uma consulta. Nesse exame, poderão ser identificadas alterações na mama e caso necessário será indicado um exame mais específico, como a mamografia.

O que é a mamografia?

A mamografia é um exame radiológico realizado em um aparelho de alta resolução que permite visualizar imagens tumorais e calcificações. Consiste em colocar a mama entre duas placas e emitir um raio-X. A radiação recebida pela paciente é pequena, não sendo prejudicial à saúde. A mamografia permite identificar lesões não-palpáveis e descobrir o câncer de mama quando o tumor ainda é bem pequeno.

Apresento a vocês um blog que vai fazer muito sucesso, tenho certeza, Pró Curar – por Maristela Simonin, ela é procuradora de justiça aposentada e viveu o drama da descoberta do Câncer de mama, agora escreve, com muita propriedade, sobre a doença. Em um dos posts cita as leis e diretrizes sobre Câncer e analisa a nova lei da prevenção e tratamento do câncer de mama. Brevemente ela também estará conosco nesta campanha pela vida.

Resumindo a proposta um toque pela vida

É muito simples, conte aos seus leitores, que o câncer de mama tem cura em 95% dos casos que forem diagnosticados precocemente.

————–

Atualização:

1) A Sam Shiraishi, do blog  A vida como a vida quer, também está difundindo esta importante informação  para seus leitores e para outros blogs, vamos juntos fazer uma grande corrente para alertar as mulheres sobre a necessidade de fazer os exames de câncer de mama. Sam, obrigado pelo comentário, e já estou divulgando, e vou divulgar outras vezes. Grande abraço.

2) Uma médica, Liliana, fala sobre as bolinhas estranhas que aparecem na mama, mas “nunca aparece no nosso”, sempre é com outras pessoas. […] A gente costuma conhecer nosso corpo. E quando aparece uma bolinha esquisita que não deveria estar lá é bom ficar de orelha em pé. […]