A síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS)

A síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS) é causada pelo vírus da imunodeficiência humana tipo 1 (HIV-1), um retrovírus da família Retroviridae, subfamília Lentivirinae.

A aids é uma doença que se manifesta após a infecção do organismo humano pelo Vírus da Imunodeficiência Humana, mais conhecido como HIV. Esta sigla é proveniente do inglês – Human Immunodeficiency Virus.

Síndrome: Grupo de sinais e sintomas que, uma vez considerados em conjunto, caracterizam uma doença.

Imunodeficiência: Inabilidade do sistema de defesa do organismo humano para se proteger contra microorganismos invasores, tais como: vírus, bactérias, protozoários, etc.

Adquirida: Não é congênita como no caso de outras imunodeficiências. A aids não é causada espontâneamente, mas por um fator externo (a infecção pelo HIV).

Também do inglês deriva a sigla AIDS, Acquired Immune Deficiency Syndrome, que em português quer dizer Síndrome da Imunodeficiência Adquirida.

O HIV destrói os linfócitos – células responsáveis pela defesa do nosso organismo -, tornando a pessoa vulnerável a outras infecções e doenças oportunistas, chamadas assim por surgirem nos momentos em que o sistema imunológico do indivíduo está enfraquecido.

Estrutura do vírus

HIVO vírus HIV é um retrovírus envelopado, possui duas moléculas de RNA, que estão dispostas no interior do capsídeo. Esse conjunto é envolto por mais uma camada protéica, formando uma estrutura denominada core. Envolvendo o core, existe o envelope, composto por uma camada dupla de fosfolipídios, na qual estão imersas várias moléculas protéicas específicas desse vírus. Na face interna da camada de lipídios, prendem-se várias outras moléculas protéicas.

O vírus da aids é bastante sensível ao meio externo. Estima-se que ele possa viver em torno de uma hora fora do organismo humano. Graças a uma variedade de agentes físicos (calor, por exemplo) e químicos (água sanitária, glutaraldeído, álcool, água oxigenada) pode tornar-se inativo rapidamente.

Enquanto que partículas virais livres podem sobreviver por 15 dias, à temperatura ambiente, ou até 11 dias, a 37ºC.

Atualmente um resultado positivo de HIV, já não representa o final da vida e sim o começo de uma nova jornada, onde as chances de uma vida longas sem sintomas já são uma realidade graças às novas tecnologias.

Dados: http://www.aids.gov.br

Este texto foi útil? ⭐⭐⭐⭐⭐
Avaliação média: 4.5
Total de Votos: 59

A síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS)
Compartilhe este texto
avatar
Antonio Bispo
Visitante
Antonio Bispo

Olá Regina,imagino o quanto é dificil prá vc,porém oque eu gostaria de te dizer é
que todos nós vamos morrer,mais cedo ou mais tarde estando ou não enfermo,
o mais importante é q quando partir-mos deste mundo estejamos preparados p/
a eternidade,e isso é oque mais importa para Deus,porque nós somos pó e para o pó voltaremos,lembre-se JESUS CRISTO SE IMPORTA MUITO CONTIGO,procura por ele pois ele temuma surpresa para vc um grande abraço
(no face ANTONIO BISPO )

trackback
cláudia souzza

A síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS) | Plugbr.net http://t.co/frbLbQjb via @silvanocv

regina a.
Visitante
regina a.

meu nome é Regina, tenho 42 anos e sou de piracicaba, tenho AIDS a mais de 10 anos e não me conformo com isso, sei que to errada mas culpo os homens por isso, sou uma mulher bonita ainda e me cuido muito, tenho varios sites de relacionamentos como orkut, tagged e outros e nestes mantenho contato com varios homens e procuro sair com eles, existem muitos homens que traem as mulheres com pessoas como eu, não tenho dó deles nem por um minuto, casados, noivos ou com namorada não me interessa, são todos iguais, sei que to errada, mas… Read more »