Pré diabetes, como identificar, critérios para classificar e medicamentos usados

O pré-diabetes é na verdade a elevação da glicemia acima do normal naquelas pessoas que não preenchem ainda os critérios para que seja incluído no grupo de diabetes mellitus 2. O termo representa mais um sinal de alerta do que um diagnóstico, tem por finalidade evitar a evolução da doença, para que ocorra imediatamente uma mudança no estilo de vida. Veja como identificar, critérios para classificar e medicamentos usados em pré-diabetes.

Normalmente pré diabetes tem uma elevada prevalência em função de um estilo de vida impróprio e envelhecimento da população. Também é importante identificar estes pacientes pois existe um risco cardiovascular aumentado, além, é claro, do risco de evoluir para diabetes mellitus.

Como ocorre o pré-diabetes e diabetes

Ocorre devido a resistência a ação da insulina nos tecidos periféricos, o que geralmente vai, no início, levar a uma maior produção de insulina pelas células do pâncreas, e depois ocorre uma perda progressiva da massa de células beta.

Posteriormente vai ocorrer uma dificuldade de manter a normalidade glicêmica levando ao pré diabetes, e podendo evoluir para diabetes mellitus.

Pessoas com pré-diabetes possuem um elevado risco de evoluir para um quadro de diabetes mellitus tipo 2. Mais acentuado no caso de indivíduos obesos, sedentárias ou ainda com histórico de diabetes entre os familiares.

Como identificar

Normalmente estes pacientes são assintomáticos, o que dificulta a identificação, e muitas vezes só irá identificar depois que evoluiu para DM.

A maior parte dos casos, as pessoas ficam sabendo que estão na condição de pré-diabético ao realizar o exame de glicemia de rotina.

Quais os critérios de diagnóstico

Podemos classificar como pré diabetes quando existe a presença de 1 ou mais dos seguintes critérios:

  • Glicemia de jejum estando entre 100 e 125 mg/dl (glicemia de jejum alterada).
  • Glicemia de 2 horas no teste oral de tolerância a glicose com valor entre 140 a 199 mg/dl (OGTT – 75g).
  • E hemoglobina glicada HbA1c entre 5,7% e 6,4%.

Caso um destes resultados esteja alterado, o exame precisa ser repetido para ser confirmado o valor encontrado. Ou devemos também solicitar um dos outros testes citados acima.

Porém, se os resultados dos exames laboratoriais forem normais, os testes devem ser repetidos a cada 3 anos.

Para aqueles pacientes que possuem outros fatores de risco os testes devem ser repetidos com mais frequência.

Como evitar evoluir para diabetes mellitus

Uma mudança no estilo de vida da pessoa diagnosticada como pré diabetes é fundamental para contornar o problema.

Reduzir os alimentos calóricos e implementar pratica regular de exercícios são duas medidas importantes para evitar o DM. Se for uma pessoa obesa é fundamental reduzir o peso corporal.

Excesso de carboidratos deve ser evitado, e incorporar na alimentação ingredientes integrais e com baixo teor de açúcar.

A cirurgia bariátrica, visando a perda de peso, também se mostrou efetiva em reduzir o risco de DM.

Se as medidas forem implantadas o risco de evolução para diabetes reduzirá em cerca de 30 a 40%.

Em alguns casos pode ser necessário, além das práticas saudáveis de vida, introduzir medicamentos para ajudar no controle do pré-diabetes.

Medicamentos usados

O medicamento indicado é a metformina, em pacientes com alto risco de evolução para diabetes mellitus 2.

A metformina é a droga de primeira escolha, pela sua efetividade e baixo custo, sendo indicada principalmente em indivíduos com IMC ≥ 35 kg/m2, idade <60 anos, ou que tenham fatores de risco adicionais.

Os pacientes que estejam tomando metformina devem ser monitorados com a realização de HbA1c semestral.

Este texto foi útil? ⭐⭐⭐⭐⭐
Avaliação média: 4.7
Total de Votos: 16

Pré diabetes, como identificar, critérios para classificar e medicamentos usados
Compartilhe este texto
avatar
adalberto o martins fº
Visitante
adalberto o martins fº

perfeito e muito importante !!! Já que no Brasil encontramos até crianças com diabetes como tb colesterol alto!!!è um alerta a populaçao!!!! Parabéns pelo texto!!!!abçs adalberto