Parasitológico – Saiba se pode ou não coletar fezes da fralda do bebê para realizar exame laboratorial

O teste EPF – Exame Parasitológico de Fezes investiga se existe protozoários e/ou helmintos neste material biológico, porém, a coleta de bebês é difícil, e surge uma dúvida, pode ou não coletar ou pegar um pouco das fezes que o bebê faz na fralda para levar ao laboratório e realizar exame parasitológico? Vamos ver também as recomendações para este caso.

Veja qual a maneira correta para realizar a coleta de fezes quando existe dificuldade de recolher o material biológico, principalmente em bebês.

Pode ou não pegar as fezes da fralda para realizar exame laboratorial

A resposta a esta pergunta é sim. Pode coletar as fezes da fralda para levar ao laboratório e realizar exame do material. Porém, algumas recomendações são importantes.

A amostra coletada deve ser proveniente de uma evacuação recente, o bebê deve ter feito o cocô a pouco tempo.

Outro ponto importante, só é possível este procedimento se o bebê estiver fazendo cocô firme. Amostra de característica diarreica não será possível realizar a coleta.

Como é o procedimento de coleta da amostra de fezes da fralda do bebê

A mãe deve ter em mãos o pote de coleta de fezes preparado. Dependendo do tipo de exame de fezes solicitado pelo médico o procedimento pode ser diferente.

Amostra de fezes coletada sem adicionar conservante MIF

Caso tenha recebido do laboratório apenas o pote, sem líquido conservante para adicionar as fezes, proceda conforme estas recomendações.

A mãe ou responsável deve ficar atenta, assim que o bebê fizer cocô. Retire a fralda, use uma pequena pazinha para pegar o material (cocô) da fralda, apenas uma pequena porção é suficiente.

Sim, não é necessário muito material, apenas uma porção do tamanho de uma noz. Deposite dentro do pote.

Fixe um esparadrapo no pote e escreva o nome, idade da criança e data, leve ao laboratório esta amostra.

Se a solicitação do médico for mais de uma amostra, leve ao laboratório cada uma delas assim que coletar.

Amostra coletada da fralda e colocada em frasco com conservante

Caso tenha recebido do laboratório pote com líquido conservante MIF (pedido médico solicitando 1, 2 ou 3 amostras):

Neste caso deverá proceder da mesma forma relata acima. Pegue o material da fralda, imediatamente após a evacuação, e deposite no frasco com líquido conservante.

Depois de depositar no pote com líquido conservante mexa bem o material para diluir a pequena porção de fezes.

Guarde o pote em local fresco. Nos dois dias seguintes repita o procedimento com mais duas amostras de fezes depositando no mesmo pote.

Observe também que o volume de líquido não pode ser pequeno, deve manter aproximadamente uma parte de fezes e quatro partes de conservante.

Feito isso, identifique o pote contendo o líquido com as fezes diluídas e leve ao laboratório para realizar a análise.

Pode ou não manter o pote com as fezes na geladeira

Algumas vezes não será possível levar ao laboratório a amostra, no mesmo momento da coleta. Pode ser necessário levar no dia seguinte, veja como proceder.

Se tiver usado o líquido conservante MIF, o frasco poderá ficar em local fresco, não é necessário refrigerar.

Porém, se não foi usado líquido conservante, é possível manter a amostra coletada em um local refrigerado. Veja neste texto os detalhes sobre este procedimento e recomendações para manter as fezes na geladeira.

Assim que possível, leve o material coletado até o laboratório. Não deixe guardado em casa por período maior que 24 horas.

Depois é só aguardar o resultado do exame.

Este texto foi útil? ⭐⭐⭐⭐⭐

Avaliação média: 4.7
Total de Votos: 18

Parasitológico – Saiba se pode ou não coletar fezes da fralda do bebê para realizar exame laboratorial
Compartilhe este texto

Sobre o autor

avatar