Fosfolipídios, como coletar o sangue para este exame e quais os valores com resultado normal e alterado

Os fosfolipídios compreendem cerca de 1/3 dos lipídeos totais no soro, o teste fosfolipídios podem estar elevados em doenças obstrutivas hepáticas. Veja outras condições que o teste é útil, como coletar o sangue para este exame, e valores com resultados normais e alterados.

Fosfolipídios fazem parte das membranas celulares, são compostos por lipídios. Possuem na sua estrutura, ácidos graxos e glicerol, também ácido fosfórico e uma molécula nitrogenada. Consistem numa grande parte de um lipídio, fosfatidilcolina (anteriormente lecitina), em que 1 dos carbonos do glicerol é esterificado com fosfato de colina.

Para que serve o teste fosfolipídios

O teste se faz necessário para avaliação de doença hepática obstrutiva, abeta ou hipobetalipoproteinemia, doença de Tangier, deficiência de LCAT (lecitina-colesterol aciltransferase).

A deficiência de LCAT é uma patologia rara do metabolismo das lipoproteínas, clinicamente caracterizada por opacidade da córnea, e por vezes insuficiência renal e anemia hemolítica, e bioquimicamente por redução acentuada do colesterol HDL.

Este problema é herdado como um traço autossômico recessivo. Podemos identificar aterosclerose precoce ocorrendo em vários indivíduos com esse transtorno.

Problemas de ordem genética que cursam com aterosesclerose precoce podem apresentar aumento significativo dos fosfolipídeos circulantes.

A deficiência de LCAT resulta na falta de remodelação das partículas de lipoproteínas primárias. Tal fato acaba afetando a captação e eliminação eventual do colesterol. Nos casos de deficiência de LCAT, a concentração de lecitina no soro aumenta várias vezes.

Observa-se também que a esfingomielina agrega cerca de 5% a 20% dos fosfolipídos totais do soro. Em patologias como Niemann-Pick Tipo A e B, a esfingomielina se acumula nos tecidos viscerais e neurais e pode aumentar no soro.

Como coletar o sangue para o exame fosfolipídios

Para realizar a coleta do exame fosfolipídios é necessário jejum de pelo menos 8 horas. Ligue no laboratório para marcar a data da coleta do material biológico.

Caso a pessoa que for fazer o exame tiver menos de 16 anos, geralmente solicitam que esteja acompanhado de um responsável no dia da coleta.

Para uma melhor avaliação, em muitos laboratórios é solicitado que o paciente não faça ingestão de álcool nas 24 horas antes do exame.

Para este teste o material usado será sangue, coletado da veia do braço. O agente coletador coloca um torniquete no braço e introduz uma agulha fina na veia.

Um tubo de sangue será retirado e encaminhado para o setor de análise. Usando equipamentos automatizados o material é processado e o resultado é liberado.

Depois de todas as etapas o resultado do exame normalmente é liberado dentro de 6 a 10 dias.

Valores normais e alterados do exame fosfolipídios

O teste geralmente é realizado pelo método enzimático ou espectrometria de absorção molecular.

Verifique no laudo do resultado, quais os valores normais relatados pelo laboratório que realizou seu exame no campo “valores de referência”. Normalmente os valores normais devem estar entre 125 a 366 mg/dL.

Causas de aumento dos fosfolipídios

Seus níveis séricos diminuídos são sugestivos de abeta ou hipobetalipoproteinemia, doença de Tangier, enquanto seus níveis elevados sugerem doenças obstrutivas hepáticas e deficiência de LCAT.

Apresente seus resultados de exames para seu médico avaliar. Os exames devem ser interpretados junto com os sintomas clínicos para que possa emitir um diagnóstico.

Este texto foi útil? ⭐⭐⭐⭐⭐
Avaliação média: 4.62
Total de Votos: 13

Fosfolipídios, como coletar o sangue para este exame e quais os valores com resultado normal e alterado
Compartilhe este texto
avatar
  Subscribe  
Avisar para