Erenumab princípio ativo do medicamento Aimovig previne enxaqueca, via de administração e dose

Órgãos de saúde da União Europeia aprovaram recentemente um esperado fármaco para prevenir enxaqueca, princípio ativo Erenumab de nome comercial Aimovig, veja qual a via de administração e dose disponível.

O fármaco foi criado visando bloquear o receptor peptídico relacionado com o gene da calcitonina, que estudos afirmam estar ligado a ativação da enxaqueca.

Classificação da enxaqueca

Enxaqueca está amplamente classificada como sendo episódica ou crônica, com base no número de dias de enxaqueca e dias de dor de cabeça ao mês.

A enxaqueca episódica é aquela como menos de 15 dias de enxaqueca ou cefaleia por mês, com ou sem aura. Está presente em 90% das pessoas com enxaqueca.

A enxaqueca crônica, é aquela que ocorre em pelo menos 15 dias de cefaleia durante um mês (de que ≥8 são dias de enxaqueca com ou sem aura). Está presente em 5% a 8% das pessoas com enxaqueca.

enxaqueca-aimovig

Qual a indicação do medicamento erenumab

Aquelas pessoas que têm pelo menos quatro crises de dores por mês vão poder receber o remédio mediante receita médica.

Fármacos específicos para enxaqueca aguda, como os ditos agonistas do receptor 5-HT 1B e 5-HT 1D da serotonina os triptanos (naratriptana) (já escrevi como uso este medicamento), são usados ​​para abortar um ataque de enxaqueca, já os tratamentos preventivos buscam diminuir a frequência e a intensidade da enxaqueca.

Outras medicações para prevenir enxaqueca, como o topiramato, e amitriptilina, propranolol, podem não resolver o problema, ou podem ter efeitos colaterais inaceitáveis (como os que ocorrem com amato – topiramato), tendo muitas vezes uma baixa adesão.

Via de administração e doses disponíveis (mg) de erenumab

O medicamento pode ser aplicado pela própria pessoa em sua casa uma vez por mês, usa uma caneta auto-injetora.

O erenumab é aplicado por via subcutânea numa dose mensal de 70 mg ou 140 mg por 6 meses, reduziu significativamente a frequência da enxaqueca.

Reduziu também os efeitos das enxaquecas nas atividades diárias e consequentemente diminuiu o uso de medicação.

Resultado dos estudos realizados

Resultados de um estudo multicêntrico de fase II, randomizado, duplo cego, controlado por placebo, que avaliou a eficácia do erenumabe no tratamento preventivo da enxaqueca crônica em adultos.

Os pesquisadores recrutaram 955 adultos com idade entre 18 e 65 anos que, em média, tinham pelo menos 4 dias de enxaqueca por mês.

Em 317 usaram injeção mensal de 70mg de erenumabe, 319 uma injeção mensal de 140mg de erenumabe e 319 pessoas para uma injeção de placebo mensal.

O medicamento desativa uma proteína conhecida como peptídeo relacionado ao gene da calcitonina. O peptídeo desempenha um papel fundamental no desencadeamento da enxaqueca.

Os resultados das pesquisas apontam que o medicamento reduziu pela metade o número médio de dias que os pacientes sofriam de enxaqueca durante 30 dias.

O erenumab administrado por via subcutânea numa dose mensal de 70 mg ou 140 mg reduziu significativamente a frequência da enxaqueca, os efeitos das enxaquecas nas atividades diárias e o uso de medicação aguda específica da enxaqueca durante um período de 6 meses.

Espero que o medicamento não demore chegar no Brasil, e tenha um preço acessível, o que não tenho visto nos outros países, custa US$ 575 a dose.

Além do erenumab, na mesma linha de tratamento com anticorpos anti-CGRP, 3 outros fármacos estão sendo estudados. São eles, galcanezumabe, o eptinezumab, o fremanezumabe.

Este texto foi útil? ⭐⭐⭐⭐⭐
Avaliação média: 4.42
Total de Votos: 12

Erenumab princípio ativo do medicamento Aimovig previne enxaqueca, via de administração e dose
Compartilhe este texto
avatar
  Subscribe  
Avisar para