Os anticorpos anti DNase B (ADNase) atuam contra exoenzima da desoxiribonuclease B que é produzida pelos estreptococos. Ao encontrar estes anticorpos no sangue confirma infecção estreptocócica, em andamento ou ocorrida no passado (febre reumática, tonsilite, escarlatina, glomerulonefrite, entre outras). Veja como coletar o sangue e quais os resultados normais e alterados.

Em vários casos não é possível obter resultados de cultura de orofaringe ou fazer testes rápidos para a pesquisa de antígeno, a confirmação por meio de reações imunológicas ao encontramos valores elevados de Anti Estreptolisina O – ASO é clinicamente útil para evidenciar infecção precedente por B-Streptococcus do Grupo A. Melhora o diagnóstico de pacientes com febre reumática aguda e glomerulonefrite pós infecções estreptocócicas.

Para que serve o teste Anti DNase B e suas vantagens

O exame é útil para detectar anticorpos produzidos após faringites e afecções de pele por B-Streptococcus do Grupo A.

O teste é superior ao ASO na confirmação sorológica das glomerulonefrites agudas pós estreptocócicas.

Na verdade, os anticorpos Anti-DNase permanecem detectáveis por mais tempo do que ASO.

Anti-DNase refletem infecção estreptocócica recente, apesar da queda dos títulos de ASO, e são menos sujeitos a resultados falso positivos devido a hepatopatias.

Como é a coleta do material para realizar o exame Anti DNase B

O material biológico utilizado para realizar o teste Anti DNase B é o sangue, coletado da veia do braço.

Para este teste é necessário permanecer em jejum por apenas 4 horas antes da coleta do sangue.

O resultado deste teste normalmente é liberado dentro de 3 a 7 dias.

Em laboratórios que disponibilizam resultados pela internet, geralmente os dados de acesso constam no protocolo entregue na coleta.

Valores normais e alterados

O teste de Anti DNase B realizado por nefelometria apresenta resultado normal em adultos quando o valor for Inferior a 200 UI/mL.

Resultados alterados, com valores elevados são consistentes com uma infecção antecedente por estreptococos do grupo A.

Anti DNase B e o Aslo ou ASO

O ASO ou Aslo é um teste bastante confiável, portanto a realização da anti DNase é útil por duas razões primárias.

A resposta ASO não é universal, títulos elevados de ASO encontram-se nos soros de cerca de 85% dos indivíduos com febre reumática.

Os títulos de ASO permanecem normais em cerca de 15% dos indivíduos com a doença. O mesmo é válido para outros testes de anticorpos estreptocócicos: uma porção significativa de indivíduos com títulos de anticorpos normais para um teste terá títulos elevados de anticorpos para outro teste.

Assim, a porcentagem de falso negativos pode ser reduzida pela realização de 2 ou mais testes de anticorpos.

Finalmente, o teste é útil pois, as infecções cutâneas, em contraste com as infecções de garganta, estão associadas a uma resposta de ASO pobre.