Quando o médico solicitar o teste de 18-hidroxicorticosterona tem a intenção de avaliar a patologia hiperaldosteronismo e diferenciar a condição primária por adenoma e por hiperplasia. Veja como será a coleta do sangue para realizar este exame e saiba se o resultado está com nível alto normal ou baixo.

O exame é útil no diagnóstico diferencial entre hiperaldosteronismo primário por adenoma e por hiperplasia. Sendo que no adenoma, os resultados apresentam níveis elevados, normalmente superiores a 50 ng/dL. Além disso, a medida de 18-hidroxicorticosterona pode servir como um marcador precoce do envolvimento adrenal em pacientes com AIDS.

Como coletar o sangue para o exame 18-hidroxicorticosterona

para realizar este teste laboratorial não é necessário permanecer em jejum, e o material biológico usado será o sangue.

No laboratório, a equipe técnica da coleta irá colocar um torniquete no braço do paciente e com uma agulha fina irá retirar a amostra.

O material será colocado em tubos de ensaio e encaminhados para o setor de análise.

O resultado é demorado e normalmente será liberado dentro de 30 a 45 dias, consulte no seu laboratório.

Resultados normais, altos e baixos de 18-hidroxicorticosterona

No resultado do exame de sangue 18-hidroxicorticosterona podemos ter resultados com níveis normais e alterados, pela técnica de Cromatografia Liquida de Alta Resolução.

Níveis para adultos:
Em repouso estará normal quando o valor se apresentar entre 12 e 55 ng/dL.
Após atividade física, será normal entre 23 e 145 ng/dL.
Sendo que após estímulo com ACTH será normal quando nível for menor que 250 ng/dL.

Prematuros: normal é um nível menor que 670 ng/dL.

Recém-nascidos: normal nível menor que 550 ng/dL.

Valor normal para crianças:
De 1 mês a 1 ano: 5 até 220 ng/dL.
De 1 ano a 2 anos: 18 até 155 ng/dL.
De 2 anos a 15 anos: 6 até 85 mg/dL.

Atenção, apresente sempre seus resultados de exames para seu médico realizar a avaliação geral, condição clínica e condição laboratorial para emitir um diagnóstico.