11 desoxicorticosterona, veja como coletar o sangue e quais os valores normais e alterados do exame laboratorial

A 11 desoxicorticosterona também conhecido coma DOCA ou DOC, é produzida a partir da progesterona, mais precisamente devido a ação da enzima 21 hidroxilase, depois será convertida na corticosterona pela atividade da 11-beta hidroxilase. Saiba como coletar o sangue e quais os valores normais e alterados do exame.

A formação 11 desoxicorticosterona ocorre na zona glomerulosa da supra-renal e níveis aumentados são encontrados na deficiência da enzima 11 beta-hidroxilase que é responsável pela transformação de 11 desoxicortisol em cortisol, além de alguns carcinomas adrenais. Já níveis diminuídos podem ser vistos em deficiência da 21-alfa-hidroxilase.

Coleta da amostra para realizar o exame

Para coleta do exame 11 desoxicorticosterona ou DOCA, o material que será usado para análise será o sangue, coletado da veia do braço.

Para este tipo de exame não será necessário jejum específico prolongado, entretanto é indicado um pequeno jejum de 4 horas para evitar interferentes.

No laboratório o técnico de coleta de materiais irá colocar um torniquete no braço e introduzirá uma fina agulha na veia para retirada do sangue. Dois tubos de sangue devem ser coletados para análise.

Normalmente a maioria dos laboratórios encaminham o material para realizar este exame em outras instituições, porém alguns laboratórios realizam o teste. Será necessário verificar no momento da coleta esta informação.

O resultado deste teste demora para ser liberado. Normalmente o laudo do exame será liberado dentro de 35 a 50 dias depois da coleta.

Por ser um teste demorado é importante comunicar o médico que realizou o pedido sobre este fato para que possa marcar seu retorno.

Valores normais e alterados do teste 11-desoxicorticosterona

Um dos métodos de realização do teste é por meio de radioimunoensaio, é os valores que podemos encontrar podem ser vistos abaixo.

Para adultos o valor normal será de 40,00 a 170,00 pg/mL.

Veja também os intervalos de referência de acordo com a idade e fases da puberdade.

Para meninos:
Com idade inferior a 1 ano: 70,00 a 520,00 pg/mL.
Com idade de 1 a 5 anos: 43,00 a 160,00 pg/mL.
Com idade de 6 a 12 anos: 20,00 a 130,00 pg/mL.

Para meninas os valores são:
Inferior a 1 ano de idade de 70,00 a 570,00 pg/mL.
De 1 a 5 anos: 40,00 a 490,00 pg/mL.
De 6 a 12 anos: 60,00 a 340,00 pg/mL.

Estágios da puberdade (Segundo a classificação de Tanner).

Meninos:
P2 – P3*: 20,00 a 130,00 pg/mL
P4 – P5*: 50,00 a 130,00 pg/mL

P2: 9 a 15 anos (média: 12 a 13 anos)
P3: 11 a 16 anos (média: 13 a 14 anos)
P4: 11 a 17 anos (média: 14 a 15 anos)
P5: 14 a 18 anos (média: 16 anos)

Meninas:
P2 – P3*: 40,00 a 300,00 pg/mL
P4 – P5*: 50,00 a 140,00 pg/mL

P2: 8 a 14 anos (média: 11 a 12 anos)
P3: 9 a 15 anos (média: 12 a 13 anos)
P4: 10 a 16 anos (média: 13 a 14 anos)
P5: 12 a 19 anos (média: 16 anos)

Resultados alterados do teste

Na hiperplasia adrenal congênita (HAC) por deficiência da 11-beta hidroxilase, há diminuição da conversão de 11-desoxicorticosterona para corticosterona, com aumento de 11-desoxicorticosterona.

Assim que receber seus resultados de exame retorne ao médico que solicitou os testes para que ele possa verificar os valores encontrados. Ele irá correlacionar as informações e sintomas com os resultados laboratoriais para que possa emitir o diagnóstico.

Este texto foi útil? ⭐⭐⭐⭐⭐
Avaliação média: 4.7
Total de Votos: 14

11 desoxicorticosterona, veja como coletar o sangue e quais os valores normais e alterados do exame laboratorial
Compartilhe este texto
avatar