Vasectomia e laqueadura devem ter cobertura dos planos de saúde

O senado aprovou o projeto, de autoria do deputado Geraldo Resende (PMDB-MS), médico, modificando a lei que dispõe sobre os planos e seguros privados de assistência à saúde prevendo a inclusão de procedimentos de anticoncepção com laqueadura, vasectomia e DIU. Veja também sobre o método mais eficaz e com riscos reduzidos, a mini mola, uma alternativa a laqueadura.

A Agência de Saúde Suplementar apoiou a decisão tomada pelo senado, e o interessante é que a concepção também terá cobertura dos planos de saúde, ou seja, a fertilização, a fecundidade da mulher ou do homem vão ser custeadas pelos planos, sem dúvida um avanço, neste campo da saúde em que os deveres são muitos e os direitos poucos. Quando adquiri o plano está tudo coberto, difícil é usufruir na pratica estes benefícios. E não pense que para os planos de saúde e governo apoiarem a contracepção é penoso, pelo contrário este é um gasto reduzido perante consultas mensais, exames laboratoriais, diagnósticos por imagem, cirurgias, retornos e demais procedimentos relacionados a gestação. Pelo menos colocaram também a cobertura da concepção.

O projeto vai agora para a sanção do presidente. Espero que os planos também cubram o novo método de anticoncepção, a mini mola, para que o benefício seja completo e em vez de laqueadura, que causa todos os transtornos que envolvem uma cirugia, sejam submetidas ao novo procedimento.

Autor Silvano Vilela

Escreve sobre exames laboratoriais, testes de farmácia e tecnologia em saúde. Compartilha neste site que fundou em 2006 experiência de um laboratório dentro de hospital.

  • daniela Lemos

    Adorei esta matéria sobre os planos de saúde terem que subsidiar os tratamentos de planeamento familiar, tento tratamento publico a mais de 2 anos e nada consegui, fiz convenio justamente por que pretendo engravidar , mas fora isso nao uso, se nao para exames na área de ginecologia, e não tenho condições de pagar um tratamento ou inseminação ou fertilização.

  • http://rotativo.org Neto Cury

    A unimed daqui está fazendo vasectomia desde o início de 2009…
    Abração meu amigo

    • http://www.plugbr.net Silvano Vilela

      Algumas empresas já estavam oferecendo o serviço. Pelo menos assim uma opção a mais para os usuários, já que tanta coisa não cobre. Abraço.

  • Pingback: Vasectomia - Normatizações para realizar e reverter a cirurgia | Plugbr.net()

  • beatriz braga

    Fiz lagueadura com 20 anos tenho 3(três)filhos.Depois de ter me submetido a este processo me arrependi.Tenho plano de saúde (IPASGO)e agora 19 anos depois meu maior sonho é reveter este prcesso.Tenho 39 anos gostaria de saber se posso recorrer ao plano para fazer a reversão.E se depois de tanto tempo tenho chances de engravidar.Meus exames ginecologicos são todos normais.Obrigado pela oportunidade de esclarecer minhas dúvidas, e aguardo resposta.

    • http://www.plugbr.net Silvano Vilela

      Depende de vários fatores, tipo de laqueadura realizada, tempo, o procedimento de reversão apresenta por volta de 50% de chance de sucesso, e pelas novas regras os planos de saúde devem cobrir procedimentos deste tipo. Abraço.

  • ingrid

    gostaria de saber se os convenios também são obrigados a fazer a reversão pois eu tenho convenio e depois de ter feito dos exames me falara q o convênio so cobre a laqueadura e não a reversão ….

    • http://www.plugbr.net Silvano Vilela

      Ingrid, como visto no texto, sim deverá ser coberto. Abraço.

  • iara raquel gomes carneiro

    Este projeto ficou muito aberto pois não cobre,toda area da familia,pois não faz enseminação.Ou seja faz laquiadura te empedi de ter filho mais não te dar a opotunidade de ser mãe.Gostaria de saber de mi unir com vocês para lutamos por essa causa.Obrigada Raquel

  • Gostaria de saber se o SUS cobre reversão de vasectomia ou se tem algum aux.do governo para quem que fazer esse tipo de cirurgia?

    aguardo resposta

    Grata

  • rosangela alves

    meu convenio é do bradesco o top rede nacional vçs aceitão…? quero fazer laquiadura.