Sorologia para Paracoccidioidomicose, ou blastomicose sul-americana, é um exame de nome complicado, também conhecida por, Lutz-Splendore-Almeida, doença causada pelo fungo Paracoccidioides brasiliensis. O exame sorológico é útil para diagnóstico dos casos onde não se visualizou ou isolou o fungo. Veja os sintomas da doença pulmonar e como é o resultado negativo e positivo deste teste.

Paracoccidioides brasiliensis é o agente etiológico da paracoccidioidomicose, é um fungo dimórfico, quando inalado provoca doença pulmonar – tosse, dor, febre e sudorese noturna. Um dos meios para pesquisa dos anticorpos para diagnóstico é por imunodifusão radial dupla.

Coleta do material biológico para a sorologia

Para realizar a sorologia para paracoccidioidomicose o material que será utilizado no teste é o sangue coletado da veia do braço.

Antes da retirada do sangue não é necessário cumprir nenhum jejum obrigatório, mas é recomendado um jejum de 4 horas.

O médico poderá solicitar a análise também em outros materiais biológicos, como no líquor.

O resultado deste teste demora um pouco para ficar pronto, geralmente o laudo é liberado depois de 10 dias, podendo variar de uma instituição para outra.

Valores normais do exame para paracoccidioidomicose

Uma das técnicas utilizadas para realizar a pesquisa dos anticorpos é por imunodifusão radial dupla que apresenta sensibilidade de 80%.

O resultado normal é “Não reagente ou negativo“.

Quando positivo o teste é liberado em “título” – 1/2, 1/4, 1/8, 1/16, 1/32 e assim por diante.

Consideram-se significativos títulos maiores que 1/16. Nas formas clínicas com a doença em atividade, títulos mais elevados podem ser encontrados.

Títulos de 1/4 quando mantidos por mais de 6 meses devem ser considerados como indicativos de cicatriz sorológica.

Veja também – Fungos, como se pega uma micose e os exame a realizar.

Sendo que uma melhora do paciente depois do tratamento é acompanhada por redução dos títulos.

Porém, 70% dos pacientes que foram tratados continuam com sorologia positiva até um ano após o tratamento.

Após tratamento específico, observa-se queda dos valores.

Sintomas da doença causada por este fungo

Quando o organismo é inalado, provoca doença pulmonar – tosse, dor e hemoptise, juntamente com febre e sudorese noturna.

Normalmente se espalha para a pele, osso ou genitália interna, onde a supuração e os granulomas são típicos.

Ocasionalmente, as lesões cutâneas primárias após o trauma são encontradas, no entanto, este tipo de infecção é incomum.

Qual exame confirma diagnóstico da Paracoccidioidomicose

Como foi dito, na sorologia temos uma sensibilidade de 80%, e quando queremos um diagnóstico de certeza da Paracoccidioidomicose temos que confirmar com outro exame.

Um teste confirmatório requer visualização do Paracoccidioidomicose brasiliensis em um exame microscópico, complementado por meio da cultura.