Alguns laboratórios pertencentes ao conglomerado DASA oferecem exames laboratoriais por preços menores, para pessoas que não possuem convênio médico, a proposta começou a ser implantada em 2006 e foi se firmando aos poucos na área de apoio diagnóstico, apresentando como diferencial, além do preço baixo, geralmente tabela AMB,  tempo de espera reduzido e a reconhecida qualidade dos serviços prestados.

Por meio de uma estratégia agressiva de aquisições, lembrando a empresa google, a Diagnósticos da América (Dasa), a quinta maior empresa de diagnóstico do mundo, criou uma rede de laboratórios espalhados por todo país, investiu de uma forma diferente dos tradicionais métodos desenvolvidos até então neste ramo de atividade, seu alvo foi uma parcela da população que não tinha acesso a serviços particulares ou de planos de saúde, dependiam apenas da rede SUS.

O DASA teve um crescimento expressivo, de 90,2% em relação ao primeiro trimestre de 2008, e a previsão para este ano é de um forte crescimento, no DF, o programa laboratório popular espera crescer 20% a mais do que em 2008.

A empresa, a maior da América Latina no setor laboratorial, com mais de 10% do mercado brasileiro de exames opera com mais de 18 marcas próprias, iniciou o projeto laboratório popular com sua marca Lavoisier, depois do sucesso alcançado com o Lavoisier Popular, a Dasa encaminhou o projeto para outros Estados, no Rio do Janeiro, a empresa lançou o Bronstein Popular e o Pasteur Popular, o Medicina diagnóstica Curitiba da Santa Casa.

Neste sistema, os exames como hemograma custa R$ 8,00, anátomo patológico – R$ 36,00, ácido úrico, creatinina, glicose, uréia, colesterol, triglicérides – R$ 4,50 cada, colesterol total e frações – R$ 36,50,  raio-x têm um custo de R$ 32,00 e papanicolau custa R$ 18,00. Um teste de gravidez BETA HCG pelo preço de R$ 26,00, HIV ELISA R$ 92,00 e o teste rápido para HIV 35,00. Os descontos dos exames chegam 80% em relação aos custos normais.

Este é um exemplo de negócio na área de apoio diagnóstico que me chamou a atenção, por isso, resolvi comentar aqui no blog, apesar de alguns profissionais do setor reprovarem a forma de atuação da empresa, mas é incontestável que obteve notável crescimento, o modelo é promissor, foco no cliente de menor poder aquisitivo, mas para manter um sistema neste patamar de preços e qualidade é necessário dedicação e equilíbrio nas ações com relação aos investimentos em equipamentos, produtos químicos para análise e recursos humanos, buscando parcerias, compras centralizadas visando menores preços e formando uma equipe comprometida, como parece existir neste caso.