Certa vez comentei em um dos textos aqui do site sobre a coleta de sangue automatizada, neste procedimento o robô escolhe as melhores veias e o operador aponta de qual deve ser colhido, então o próprio equipamento introduz a agulha e coleta o sangue. Um robô colhendo o sangue, para muitas pessoas parece estranho, mas ele está evoluindo e foi apresentado recentemente a nova versão que está sendo testada, parece menos assustador.

Na realidade o processo de coleta automática de sangue é bastante complexo, visto que é necessário executar diversos movimentos em vários níveis e posições, o projeto está evoluindo, por isso estamos aqui para mostrar como anda o velho Veebot, um projeto de formandos de Stanford, escolhe a veia, faz a punção e coleta o sangue.

Veja como funciona o veebot, um robô coletando sangue

Ainda não me parece algo totalmente agradável para se fazer uma coleta de sangue sem causar arrepios no paciente, mas em relação ao modelo anterior, evoluiu.

Sobre o projeto: Veebot busca automatizar a punção venosa por meio de visão computacional e robótica, tornando-o mais seguro para os doentes e pessoal médico e de custo eficiente para instalações médicas.

Especificamente, a missão do projeto veebot é fazer com que todo o procedimento de punção venosa seja automatizado para reduzir o erro e diminuir o tempo de punção venosa. Isso economiza dinheiro para hospitais e clínicas, reduz o risco de lesões para os profissionais, e melhora o conforto e cuidado para os pacientes.

Agora vamos aguardar os resultados dos índices de confiabilidade do aparelho durante a nova etapa de testes para ver se já podemos deixar esta máquina tomar conta do nosso braço.