Neste texto explico quais os métodos e como são encontrados nos materiais biológicos, urina e cabelo de pessoas que usaram algum tipo de droga, resquícios destas substâncias ilícitas, cocaína, por exemplo.

Usado no esporte para detectar presença de substâncias não permitidas, processos de justiça, e em outros casos, os exames para pesquisa de drogas de abuso estão cada vez mais freqüentes, por isso resolvi reunir informações sobre este tema e repassar a todos os leitores.

A cocaína, uma droga de abuso, é um alcalóide estimulante do sistema nervoso central, e no que tange a identificação no organismo, é importante saber primeiro que ao ser absorvida a droga terá uma meia vida plasmática de 5 horas, independente de como foi administrada.

O fígado metaboliza a cocaína, apenas 1% será liberada na urina de forma inalterada, sendo que o principal produto deste metabolismo é a benzoilecgonina (40%).

O exame de triagem realizado por imunoensaio enzimático detecta na urina a benzoilecgonina 4 horas após o uso, podendo ser detectada até 5 dias depois. Já exames confirmatórios como HPLC e GC/MS separam e identificam cada metabólito proveniente da degradação da cocaína. A análise no sangue não é muito usada porque a presença destas substâncias na corrente circulatória é muito curta, inviabilizando o uso deste material biológico.

O material mais usado para análise é a urina, laboratórios exigem que a urina seja coletada no próprio local e a coleta deverá ser acompanhada por um profissional.

Este exame é também conhecido como pesquisa de drogas de abuso – cocaína, crack, COC. O Journal of the American Medical Association´s Council on Scientific Affairs, 1987, pp. 3, 112, adota um tempo aproximado de detecção de cada substância ao examinar a urina.
Substância – Na urina

  • Álcool – 6 a 24 h
  • Anfetaminas – 1 a 4 dias
  • Barbitúricos – 1 a 21 dias
  • Benzodiazepinas – 1 a 42 dias
  • Cannabis (uso esporádico – até 4 vezes semana) – 48 a 72 h
  • Cannabis (consumo habitual/diário) – Mais 12 semanas
  • Cocaína – 4 a 5 dias
  • Codeína/Morfina – 2 a 4 dias
  • Cogumelos – 1 a 3 dias
  • Ecstasy – 1 a 3 dias; 3 a 5 dias (consumo habitual)
  • GHB – 12 a 24 h
  • Heroína – 1 a 4 dias
  • LSD – 24 a 72 h
  • Ketamina – 2 a 4 dias

No caso de menor de idade é necessária a assinatura do menor e do responsável.

O resultado está relacionado ao nível de decisão – 300 NANOG/ML, sendo que este nível de decisão é o valor recomendado cientificamente e legalmente pelo Substance Abuse And Mental Health Service Administration (SAMHSA – 1998).

O teste confirmatório é realizado por cromatografia de gases/ espectometria de massa, e deverá ser colhido 20 ml de urina recente para ser analisada.

Outro exame que poderá ser realizado é a análise do cabelo, isso mesmo, o cabelo é fonte de detecção de cocaína, maconha, apiáceos, fenciclidina e anfetaminas. O método usado é o radioimunoensaio. Por este método o material poderá ser detectado no cabelo depois de 5 a 7 dias do consumo e continuará presente e detectável por até 60 dias.

A coleta por este método poderá ser agendada no laboratório e o prazo para entrega do resultado é por volta de 90 dias.

Os valores destes exames variam muito de um laboratório para outro, sendo que o teste de triagem é mais barato e o teste de detecção no cabelo, por ser uma análise mais minuciosa o valor é maior.