Doação de órgão em vida – João Pedro foi salvo assim…

Doação de órgãos como rim, parte do fígado e da medula óssea pode ser feita em vida, respeitando as compatibilidades necessárias entre doador e receptor. Conto aqui uma destas histórias.

Creusa é acadêmica do curso de serviço social, tem 24 anos, mora com sua mãe e um irmão. No final de 2007 para 2008 o filho de uma amiga teve hepatite fulminante, tendo sido levado as presas para São Paulo. Depois de várias internações, medicamentos, dor e desespero, a doença acabou destruindo quase totalmente o fígado do pequeno João Pedro.

Creusa, conta que foi neste momento que ela começou a entrar na vida daquela família e fazer parte para sempre da história do menino. Ela doaria parte de seu fígado para ser realizado um transplante em João Pedro.

E no dia 19 de janeiro de 2008, no hospital AC CAMARGO, foi realizado com sucesso o procedimento que deu vida nova ao garoto.

Ela, diz que está muito bem, se recuperou super rápido e com menos de um mês já estava de volta ao seu trabalho. Apesar de ser uma cirurgia um pouco complicada devido aos riscos que todo procedimento cirúrgico envolve, pequenas marcas ficam no corpo do doador, mas são resquícios de um ato que jamais será esquecido, por todos.

Quanto ao pequeno joão Pedro, está se recuperando bem, a cada dia mais ativo e cheio de vida.

Creusa, mesmo não tendo filhos se sente como se fosse a mãe do João, aquele menino lindo, conta ela.

Depois desse ato, Deus tem me tem abençoado muito, e jamais, nunca, me arrependerei do que eu fiz, se fosse hoje eu faria tudo novamente. Se fosse possível eu salvaria mais vidas, assim como a de João Pedro. E digo mais, para as pessoas que tem condições e saúde, ajude a salvar vidas, doe, Deus vai te retribuir de várias formas, e você nunca vai se arrepender, e vai se sentir muito feliz, assim como eu estou me sentindo.

Incentive e pratique você também doação de órgão em vida, a sua, jamais será a mesma, a felicidade depois deste ato de amor e coragem, como o de Creusa, estará presente para sempre estampada em dois corações.

O homem não pode descobrir novos oceanos até ter a coragem de perder a praia de vista…

Creusa, pelo João e todos aqueles que sabem o valor da vida, muito obrigado!

Autor Silvano Vilela

Escreve sobre exames laboratoriais, testes de farmácia e tecnologia em saúde. Compartilha neste site que fundou em 2006 experiência de um laboratório dentro de hospital.