Em um comentário meu recentemente no Twitter @silvanocv dizia: “Incrível como as pessoas relatam ter medo de fazer alguns tipos específicos de exame e descobrir problemas de saúde, por isso não fazem”. Não me refiro ao medo de tirar sangue, sobre o qual já escrevi, mas sim do resultado de um teste. Sabia que algumas pessoas não gostam de fazer exames como HIV, VDRL, exames para câncer, ou, no caso das mulheres, fazer um teste de gravidez, mas o número de pessoas é maior do que eu imaginava.

Aqui no blog é frequente receber comentários relatando, ou perguntando qual é minha opinião sobre algum exame, o que eu poderia falar sobre isso, qual seria meu conselho, mas que não gostaria de fazer o teste especificamente por ter medo do resultado.

Sei que alguns deles querem apenas saber minha opinião para evitar fazer o exame e gastar dinheiro comprando um teste de gravidez ou se dirigindo a algum laboratório para coletar sangue para uma testagem de HIV, mas a maioria dos casos, percebo que o problema maior não é este, mas sim, o medo do teste dar positivo para uma patologia ou para uma gravidez não desejada.

“[…] tive relações com outras pessoas sem camisinha, de uma semana pra ca estou tendo dores de cabeça e enjoo estou com medo de fazer o teste”

O medo é natural, ele faz parte da nossa vida e é necessário para a sobrevivência do ser humano, afinal quem nunca teve medo? Geralmente temos medo e colocamos barreiras para nos defender, mas quando o medo se torna angustiante, traumatizante é o momento para procurar um profissional da saúde que possa acompanhar o caso. No caso do medo de ter ter uma doença ou uma gravidez indesejada também agimos assim, recusamos fazer o teste.

“Eu sei que tal fato não é exclusividade minha, mas estou desesperado. Tive relações sexuais desprotegidas com duas mulheres que conheci num bar. Eu sei que fui muito irresponsável, porém agora preciso de ajuda. Minha vida se transformou num inferno. Após uns 10 dias da relação[…]”

“Me sinto inchada e tenho bastante sono dor nas costas faço xixi de 15 em 15 min. Eu posso estar grávida? ou será que é porque eu estou com medo de estar, medo de fazer o exame”

Veja outro caso relatado.

“Estou tendo pesadelo quase toda noite só de pensar em um resultado de exame positivo para AIDS, tive relação desprotegida, ontem mesmo fui até o laboratório para colher o sangue, entrei e quando quase cheguei no atendimento sai correndo e fui embora […]”

Nenhum resultado de exame, por mais difícil que seja o tratamento da patologia diagnosticada, representa o final da vida, hoje em dia a medicina conta com uma vasta gama de métodos de tratamentos, e medicamentos para reverter até mesmo problemas considerados graves, mas temos que dar o primeiro passo.

Passado o primeiro susto, o primeiro medo com algum sintoma, faça a consulta com o médico de confiança, e não guarde o pedido de exame no fundo da gaveta, realize o teste, encarar o problema de frente, com coragem é meio caminho andado para reverter qualquer situação contrária aos nossos desejos.

É útil e necessário também procurar ajuda e apoio da família.

“Quando identificado cedo, as chances de cura são grandes”, “Quanto mais cedo for feito o diagnóstico, mais chances de o tratamento dar certo”, “Descobrir o câncer mais cedo significa um tratamento menos agressivo”, “fiz o exame, descobri uma doença sem cura, hoje faço controle e vivo bem, como qualquer outra pessoa, todos temos problemas na vida”. Frases como estas não são ditas por acaso, representam o que muitas pessoas viveram e descobriram quando tiveram alguma doença.