Este blog também tem momentos de humor. Bem, voltemos à seriedade. A cirurgia de vasectomia consiste em fazer um pequeno corte ao lado dos testículos e amarrar com um fio o canal por onde acontece a passagem dos espermatozóides. Após 20 ou 30 ejaculações, o nível de espermatozóides zera. O exame que pode ser realizado para confirmar é o espermograma, sobre o qual já escrevemos. As funções sexuais permanecem normais.

Desde o mês de junho de 2007, entrou em vigor a portaria que autoriza a realização de vasectomias em ambulatórios, os homens que interessarem em realizar a cirurgia devem procurar a rede que atenda o SUS, caso não queiram pagar pelo procedimento em hospitais particulares.

Para realizar a cirurgia alguns procedimentos devem ser seguidos, o homem tem que ter mais de 25 anos ou, pelo menos, com dois filhos vivos, assinar um termo de compromisso, se for casado ou tiver uma parceira fixa, ela também tem que assinar o termo.

O procedimento cirúrgico é relativamente simples, com grau elevado de sucesso, e com uma taxa de risco muito baixa, pode ser feita em ambulatório, com anestesia local.

Continuando com a política de controle da natalidade, o governo implementou melhorias nos valores pagos aos hospitais para realizarem cirurgias de vasectomia, passando de R$ 20, acreditem é isso mesmo que se pagava R$ 20 por este procedimento quando o governo não tinha interesse nesta política, e agora o valor é R$ 108, além de incluir a cirurgia junto aos procedimentos cirúrgicos eletivos de média complexidade, conseqüentemente os estados não têm mais que respeitar quantidades pré-definidas por mês.