O exame de sangue cálcio é frequentemente solicitado pelos médicos, buscando diagnosticar uma doença ou para acompanhar o estado momentâneo de saúde de pacientes ambulatoriais e principalmente internados. Resultados do exame de sangue cálcio são expressos na maioria dos laboratórios em números seguidos da unidade mg/dl. Um valor alterado pode ser importante informação para elucidação de patologias ou estados orgânicos momentâneos. Veja neste texto as doenças, medicamentos e condições clínicas que podem estar relacionadas a aumentos e diminuição do cálcio.

Para realização do exame de dosagem do cálcio é recomendável que se obedeça um jejum de pelo menos 4 horas antes da coleta do sangue, mas, claro, sem exageros no dia que antecede a coleta do sangue. É importante que o paciente informe se está tomando algum tipo de medicação, tanto para o laboratório quanto para o médico.

O cálcio tem ação decisiva nos processos de coagulação sanguínea, estabilidade do músculo cardíaco e esquelético, equilíbrio ácido básico, preservação da integridade da membrana celular e na sua permeabilidade. O cálcio encontra-se ligado as proteínas sendo que 47% está nesta conformação e 43% está sob a forma livre ou iônico e o restante ligado a bicarbonato, citrato, fosfato e lactato.

Resultados de exames que relatem um cálcio total alto ou hipercalcemia, está relacionado a hiperparatireoidismo, intoxicação com vitamina D, neoplasias ósseas, uso de drogas como tiazídicos, antiácidos alcalinos, vitamina A e D, estrógenos e carbonato de lítio, doença de Paget e doenças granulomatosas, desidratação.

Em resultados de exames que mostrem um cálcio total baixo ou hipocalcemia, tem relação com hipoparatiroidismo má-absorção e deficiência de vitamina D por desordem metabólica, múltiplas transfusões, insuficiência renal, deficiência de magnésio, algumas drogas, pancreatite aguda, alcoolismo e tetania neonatal.

Os valores normais do cálcio em exames laboratoriais no sangue (soro) devem estar entre 8,5 a 10,5 mg/dl, com pouca variação de um laboratório para outro. E na urina os valore normais são até 300 mg/24horas com dieta normal.

O cálcio iônico também pode ser dosado, neste caso evita as distorções causadas pelas variações dos níveis de albumina.

A dosagem do cálcio também pode ser realizada na urina de 24 horas para averiguar os efeitos da vitamina D e PTH sobre a reabsorção óssea e nefrolitíase.

O resultado deste exame na maioria dos laboratórios é entregue entre 12 a 24 horas.