Ascaris lumbricoides no resultado do exame parasitológico de fezes – Tratamento recomendado pela SVS.

Algumas vezes recebemos do laboratório resultado de exame parasitológico de fezes positivo para Ascaris lumbricoides, um helminto que geralmente não causa sintomas aparentes, mas pode apresentar um pouco de dor de barriga diarréia e náusea. O médico solicita o exame parasitológico quando suspeita que possa ter algum parasita intestinal, o Ascaris é um deles. O laboratório realiza o exame de fezes para diagnosticar a doença ascaridíase. Veja também a recomendação da SVS sobre medicamentos para tratamento.

A transmissão do ascaris ocorre pela ingestão de ovos infectantes deste parasita que tenham contaminado alimentos ou água.

Para esclarecer se alguma pessoa tem o parasita é necessário fazer o exame de fezes.

As fezes devem ser coletadas, de preferência pela manhã, e colocada em um pote próprio para coleta e anotar o nome da pessoa neste frasco, depois leve até o laboratório.

Lavar as mão antes das refeições e uso de calçados são as principais recomendações para evitar contaminação.

Geralmente o laboratório entrega o resultado do exame no dia seguinte a entrega do material. O laudo varia de uma região para outra, mas pode apresentar como:

(Negativo), (Positivo) ou (Positivo para Ascaris lumbricoides), e a quantidade de ovos que foi vista no microscópio será expressa em cruzes (+, ++, +++, ++++), se foi raros, uma cruz, ou se foi visto grande quantidade quatro cruzes. Ou ainda – Infestação maciça por Ascaris lumbricoises.

Pode ser encontrado nas fezes, o “verme” ou os seus ovos, mas geralmente encontramos os ovos.

O quadro clínico não é suficiente para esclarecer com certeza absoluta de que se trata de Ascaridíase, o exame de fezes é fundamental para confirmar o diagnóstico.

Se o resultado de exame de fezes deu foi entamoeba, então click neste link para ler sobre ela.

Sobre os medicamentos que devem ser usados para tratamento, o Guia de doenças infeciosas e parasitárias do Min. da Saúde e Sec. de Vigilância em Saúde (sec. Epidemiológica).

Recomenda uso de – Albendazol (ovocida, larvicida e vermicida), 400mg/dia, em dose única para adultos; em crianças, 10mg/kg, dose única; Mebendazol, 100mg, 2 vezes ao dia, durante 3 dias consecutivos. Lembrando que não é recomendado para gestantes. Essa dose independe do peso corporal e da idade.

Levamizol, 150mg, VO, em dose única para adultos; crianças abaixo de 8 anos, 40mg; acima de 8 anos, 80mg, também em dose única. Tratamento da obstrução intestinal: Piperazina, 100mg/kg/dia + óleo mineral, 40 a 60ml/dia + antiespasmódicos + hidratação. Nesse caso, estão indicados sonda nasogástrica e jejum + Mebendazol, 200mg ao dia, dividido em 2 tomadas, por 3 dias.

Lavar as mão antes das refeições e uso de calçados são as principais recomendações para evitar contaminação.

Autor Silvano Vilela

Escreve sobre exames laboratoriais, testes de farmácia e tecnologia em saúde. Compartilha neste site que fundou em 2006 experiência de um laboratório dentro de hospital.

Recommended for you