Algumas vezes recebemos convite para uma festa, ou um amigo chama para ir no bar da esquina tomar uma cerveja, porém, no dia seguinte precisa fazer exames de sangue, saiba se a bebida alcoólica pode alterar o resultado dos exames. Beber cerveja, vinho, uísque, influência ou não nos testes laboratoriais e quanto tempo antes da coleta deve respeitar o jejum e ficar sem ingerir álcool.

Evidentemente, pessoas que bebem quantidades significativas de álcool estão em risco de desenvolver algo que conhecemos como hepatite alcoólica. Neste caso temos alterações, mas e quando ocorre uso esporádico, realizado próximo do momento da coleta do sangue, poderia levar a reações que interfiram no resultado dos testes laboratoriais?

Bebida alcoólica e os exames laboratoriais

Sim, bebida alcoólica interfere em resultados de exames laboratoriais. Cerveja, vinho, uísque, ou qualquer outro tipo de álcool ingeridos na véspera da coleta do sangue, afetam alguns testes de maneira contundente e outros de forma mais branda.

O efeito do consumo de álcool em investigações laboratoriais vai depender basicamente da duração e extensão do uso.

Testes laboratoriais que sofrem alterações após uso de álcool como cerveja

Alguns exames laboratoriais solicitados pelo médico apresentam alterações importantes no resultado.

Álcool como cerveja altera resultados de exames Ocorre em testes como Gama GT – Gama Glutamil Transferase, triglicérides e o colesterol em menor proporção.

O uso de qualquer bebida alcoólica nos dias que antecedem a coleta é suficiente para elevar os níveis, alterando os resultados.

Efeitos transitórios de consumo de álcool, dentro de duas a quatro horas, incluem a diminuição da glicose no soro e um aumento de lactato no plasma com uma redução da excreção de ácido úrico urinário devido à inibição da gluconeogénese hepática.

Quanto tempo ficar sem ingerir bebida alcoólica antes do exame

Se for realizar exames como triglicérides ou Gama GT e colesterol, ideal é que fique pelo menos 72 horas sem ingerir qualquer tipo de bebida alcoólica.

Deve-se passar pelo menos 3 dias sem ingerir álcool antes de realizar a coleta do sangue.

Para outros testes o ideal é que fique sem ingerir álcool no dia anterior da coleta do sangue.

Quantidade de álcool que pode interferir nos exames

Apenas uma cerveja, ou uma dose de uísque, ou até mesmo um copo de vinho se tomado na véspera do exame é o suficiente para elevar os níveis, alterando os resultados.

Exame sangue oculto nas fezes e bebida alcoólica

A pesquisa de sangue oculto nas fezes é um teste laboratorial útil no diagnóstico de doenças do intestino, em que exista sangramento.

Sabemos que o álcool é um produto que causa irritação gástrica, podendo levar a sangramento nesta região, portanto, a ingestão de álcool em grande quantidade é desaconselhada ao realizar pesquisa de sangue oculto nas fezes.

O efeito crônico do uso de álcool

O efeito crônico do uso de álcool, além de afetar o bom funcionamento do organismo, altera de forma mais evidente testes como GGT, TGO, TGP, volume celular médio – VCM, ácido úrico e ferritina, elevados devido ao fígado gorduroso e hepatite alcoólica.

O consumo crônico de álcool também pode colaborar para gerar deficiências de vitaminas e minerais, por pouco consumo ou como resultado de interferência na absorção de vitaminas e minerais, por exemplo, diminuição do ácido fólico, vitamina A, vitamina B e os níveis de cálcio.