O sangue funciona como um sistema de transporte de centenas de substâncias essenciais ao funcionamento do organismo, é através da circulação sanguínea por veias e artérias que uma infinidade de células do organismo e que formam vários órgãos recebem alimentação, como sais minerais, açúcar, gorduras, proteínas e também o oxigênio, além disso, quando ele volta destes tecidos (sangue sai do coração pelas artérias e volta pelas veias) e depois de os ter irrigado as células dos tecidos, traz consigo o gás carbônico.
Circula no sangue também todo sistema de defesa do organismo composto principalmente pelos leucócitos.

plaqO oxigênio é levado as células pela molécula de hemoglobina que está presente no interior das hemácias (parte vermelha do sangue).

Setenta por cento do organismo é composto por água, e a grande maioria transportada pelo sangue que é considerado único tecido líquido do corpo representado pelo plasma sanguíneo.

As hemácias ou eritrócitos são as células em maior quantidade no sangue circulante e também responsável pela coloração avermelhada do sangue, já a parte branca que são essencialmente os leucócitos são responsáveis pela defesa orgânica e estão em quantidades bem menores.

Outro importante elemento que circula no sangue é a plaqueta, elas são responsáveis pela coagulação, e se estiverem diminuídas o indivíduo fica propenso a hemorragias.
Estes são os principais componentes do sangue circulante e contém também: glicose, ácido úrico, uréia, creatinina, triglicérides, colesterol entre outros.

Na metade da gestação a medula óssea, o miolo gelatinoso que preenche o interior dos ossos longos começam a produzir o sangue (fase mielóide), a produção de sangue na medula óssea continua após o nascimento e se mantém durante toda a vida do indivíduo.

A medula óssea contém a célula “matriz” chamada reticular primitiva, que funciona como uma fonte permanente de células sanguíneas, e a matriz origina o hemocitoblasto e este por sua vez da origem a hemácias e alguns tipos de leucócitos e as plaquetas.

Como o organismo sabe que perdeu sangue ou que foi retirado (doação)?
O processo de formação do sangue é denominado eritropoiese e é regulado por um hormônio eritropoietina, produzido nos rins quando este se torna hipóxico, ou seja, tem diminuído a quantidade de oxigênio que é levado pelas hemácias que o irrigam, ele conseqüentemente aumenta a produção desta eritropoietina que é liberada na corrente sanguínea e se combina com um fator para o transporte até a medula óssea e a estimula a produzir mais hemácias.

A vida média das hemácias é relativamente curta duram entre 100 a 120 dias na corrente sanguínea, e após este período são removidas principalmente pelo órgão baço, pois já estão frágeis.

A medula óssea produz em média 400 a 500 ml de hemácias a cada 30 dias.
O organismo atua de maneira programada, mas sempre observando variações esporádicas ou grandes mudanças que são prontamente equacionados por mecanismos reparadores.

Dúvidas podem ser esclarecidas nos comentários, pois este assunto é bastante complexo e tentei aqui equaciona-lo da melhor maneira possível.
E como tinha prometido em outro post em um comentário do Neto, a promessa está cumprida.

Technorati Tags: , hemácias, eritrócitos, leucócitos, plaqueta, , colesterol, glicose, doação de sangue

Para sua comodidade compare preços de: Notbooks, Celular, palm, DVD, web cam no BuscaPé
Para sua segurança compare preços de: Portão eletrônico, Cerca elétrica, Alarmes, Sensores no BuscaPé.